Uma história repleta de curiosidades e um visual de tirar o fôlego. Para quem vem fazer uma visita a capital Estoniana, com toda certeza esse é um passeio que não pode ficar de fora da lista. Nas linhas abaixo vamos contar um pouco mais sobre Rummu Karjäär (Rummu Quary), antiga pedreira que hoje abriga uma prisão abandonada submersa.

A história por trás de Rummu Karjäär

No final do anos 1930, a pedreira de Rummu começou a ser escavada para mineração aberta de calcário e mármore Vasalemma, um tipo específico de calcário, com sua estrutura e textura semelhantes às do mármore.

Durante a era soviética, até a década de 1990, a escavação era realizada pelos prisioneiros de Murru e Rummu, que escavavam e processavam calcário da pedreira drenada.

Quando a prisão foi fechada, as bombas que mantinham a pedreira e a prisão secas foram desligadas. A água subiu tão rapidamente que inundou toda a área de mineração, edifícios e outros equipamentos, o que acabou formando um lago na região e uma das vistas mais lindas do país.


LEIA TAMBÉM: Curiosidades sobre a Estônia que você não fazia ideia

Agora, esse espaço compõe um museu subaquático único, que pode ser visto graças à água extremamente transparente, tornando-o um destino perfeito para mergulhadores. Olha só esse vídeo mostrando o que é possível encontrar embaixo da água:

 

Localização e como chegar

O Rummu Karjäär fica localizada no pequeno município de Vasalemma, há aproximadamente 40 km da capital Tallinn, tendo acesso tanto de transporte público como de carro – o mais recomendado.

Caso opte pela ida de ônibus, utilizando a Freedom Square como ponto de referência, quatro linhas fazem o percurso 136, 146, 148 e 149. O trajeto é de aproximadamente 1h30 e o ponto de ônibus mais próximo fica a cerca de 1km de distância da entrada.

De carro, o tempo do percurso baixa para aproximadamente 50 minutos – clique aqui para a encontrar a localização do complexo. O endereço oficial é: Haapsalu maantee 13, Rummu alevik, Vasalemma vald, Harju maakond.


LEIA TAMBÉM: Como funciona o transporte público em Tallinn

O que fazer

Todo o território – tanto a pedreira quanto a prisão – estão abertos todos os dias durante os meses de verão. Além de apreciar a estonteante paisagem e caminhar pelos prédios abandonados e montanhas de calcário, no local também funciona um café e um centro de esportes aquáticos.

No centro são oferecidas diversas atividades aquáticas diferentes, incluindo mergulho e snorkeling ao longo das ruínas afundadas da prisão, stand up paddle e jetsurf.

Mais informações e valores você encontra no site rummu.eu

Quanto custa

Por estar localizado em uma área particular, a admissão para o complexo tem o valor de €3 e é paga já na entrada, rente ao portão de acesso. Não é permitida a entrada de carros no local, os mesmos ficam num estacionamento próximo a bilheteria.

O local está aberto durante todos os dias das 10h até às 21h durante o verão (01/06 até 31/08) fora desse período, caso tenha interesse em utilizar as instalações do centro de atividade aquáticas, é recomendado que faça uma reserva com antecedência.

Mais informações e contatos você encontra no email info@rummuinvest.ee, telefone (+372) 505 9768 ou no rummu.eu

Se quiser conferir mais fotos, criamos um destaque especial lá no nosso perfil no Instagram com algumas imagens desse dia. Confere lá @teretallinn

Todas as fotos dessa publicação foram tiradas pelo TERE Tallinn.

Siga o Tere Tallinn no Instagram @teretallinn e curta a nossa página no Facebook.
Compartilha com os amigos <3