Na Estônia, as festas de verão são tão populares quanto o Natal e provavelmente tão importantes quanto. Todo verão, a véspera de São João (Jaanilaupäev) é comemorada em 23 de junho e o Dia de São João (Jaanipäev) em 24 de junho. Essa é uma celebração repleta de atividades, música estoniana, comida e tradições.

Acha que é só no Brasil que tem Festa de São João em junho?

Devido à sua localização, a Estônia vive o fenômeno das “Noites Brancas” no verão, quando o sol se põe muito tarde e quase não escurece. As celebrações de São João acontecem próximas ao dia mais longo do ano no hemisfério norte, o solstício de verão, que em 2020 aconteceu em 21 de junho.  Midsummer, St. John’s Day ou Jaanipäev é uma das mais antigas celebrações locais.

A História do Jaanipäev 

A história indica que as tradições e celebrações de Jaanipäev tiveram início com a queda do meteorito Kaali, há cerca de 4.000 anos na Ilha de Saarema (uma curiosidade aqui, o impacto da queda dele foi tão grande que se assemelha ao da Bomba de Hiroshima, mas isso é conversa pra uma outra publicação) e acender fogueiras nessa data tem o significado de justamente encenar esse evento, que segundo a lenda, fez a noite virar dia.

Em 1919, Jaanipäev foi fundida com outra data importantíssima na história estoniana, Võidupüha (o Dia da Vitória), onde em 23 de junho do mesmo ano, as forças estonianas derrotaram as tropas alemãs durante a Guerra da Independência, a partir de então o acendimento das fogueiras nessa data também ficaram ligadas aos ideais de independência e liberdade. 

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Visit Estonia (@visitestonia) em

A tradição antes da ocupação soviética era que uma fogeira fosse acesa pelo presidente da Estônia na manhã do Dia da Vitória. Deste fogo, a chama da independência seria transportada por todo o país para acender as muitas fogueiras. Em 1992, após a restauração da independência da Estônia, Jaanipäev se tornou um feriado nacional oficial.


LEIA TAMBÉM: Curiosidades sobre a Estônia que você não fazia ideia

Tradições do feriado

As datas são comemoradas com amigos e familiares, e muitos estonianos vão para o interior. Tradicionalmente, na noite de 23 de junho os estonianos se reúnem nos chamados Jaanituli, festivais locais de fogueiras que acontecem por todo o país – porém por conta do Covid19, reuniões de massa ainda não são permitidas e boa parte desses festivais foram cancelados, sendo substituídos por reuniões menores entre familiares.

As raízes folclóricas da data são muito fortes, e sempre possuem ligação com o fogo.  O ritual mais conhecido é acender a fogueira e depois pular sobre ela. Isso é visto como uma maneira de garantir a prosperidade e evitar a má sorte. Da mesma forma, não acender o fogo é convidar a destruição de sua casa pelo mesmo. 

Além do acendimento de fogueiras, nessas datas os locais gostam de ficar entre familiares e amigos, cantando e dançando, celebrando uma data tão importante no imaginário popular. 

Quer ouvir diretamente de uma estoniana como é comemorada uma das festas mais tradicionais do país? Então olha que legal esse vídeo da Marili sobre o tema:

Esse é o nosso segundo ano presenciando esse feriado aqui na Estônia, e realmente é bastante importante. Gostou de saber um pouco mais sobre essa data? Deixe nos comentários!

Siga o Tere Tallinn no Instagram @teretallinn e curta a nossa página no Facebook.
Compartilha com os amigos <3