Depois de quase 1 ano e meio morando em Tallinn, a gente finalmente criou vergonha na cara (rs) e fomos buscar e registrar nosso médico da família na Estônia. Por isso, resolvemos compartilhar com vocês como que funciona esse processo, confere só!

Sistema de saúde na Estônia

Bom, antes de tudo, deixa a gente explicar um pouco sobre como funciona o sistema de saúde na Estônia. No país, estão disponíveis dois tipos de sistemas de saúde: público e privado. O público é fornecido pelo Estonian Health Insurance Fund (EHIF; Haigekassa em estoniano) e o privado por companhias de seguro, como, por exemplo, Ergo e SALVA.

No caso do sistema de saúde público, a Estônia possui um sistema solidário. Solidariedade no seguro de saúde significa que os pagamentos ou a contribuição de seguro de saúde de alguém ao sistema ou o acesso à assistência necessária não dependem da idade, renda ou risco à saúde. Todas as pessoas com seguro médico na Estônia têm direito à mesma assistência médica de qualidade, independentemente de pagar ou não o imposto de seguro de saúde.

Isso quer dizer que os pagamentos de seguro de saúde são feitos pela maioria da população que trabalha, e do imposto social a ser pago por esse grupo, os serviços de tratamento para os grupos populacionais que atualmente não fazem pagamentos de seguro são compensados. Este grupo inclui crianças, idosos, mães que criam filhos pequenos em casa, e também mulheres desempregadas e grávidas.

Quem possui direito ao sistema de saúde público na Estônia?

Os residentes permanentes da Estônia e as pessoas que vivem na Estônia com base de uma Permissão de Residência Temporária ou Direito de Residência Permanente para os quais é pago imposto social ou que pagam imposto social em seu nome têm direito ao seguro de saúde.

Portanto, se você trabalha na Estônia e seu empregador está cobrindo seus impostos sociais (ou, se você é um freelancer e paga seus próprios impostos sociais), você têm direito ao seguro pelo Estonian Health Insurance Fund se tiver sua residência registrada no país.

Se você estiver atualmente desempregado, mas registrado no Fundo de Seguro-Desemprego (Töötukassa), também terá acesso ao seguro de saúde. Pessoas com menos de 19 anos têm seguro de saúde garantido, quer seus pais estejam trabalhando ou não. Saiba mais sobre o sistema de saúde público na Estônia aqui.

O que é e por que preciso de um médico da família?

Se você está se mudando ou chegou agora na Estônia e ainda não tinha ouvido falar desse termo, o médico da família é o General Practitioner (GP), ou seja, o Clínico Geral, como conhecemos no Brasil. Ele é a primeira pessoa com quem você irá se consultar quando estiver doente ou precisando de assistência médica na Estônia. 

médico da família na Estonia

Foto: Created by snowing on Freepik

O médico de família, juntamente com a enfermeira da família são responsáveis por:

  • Diagnosticar e tratar a maioria das doenças;
  • Monitorar o progresso da criança e pessoas com condições crônicas;
  • Realizar pequenos procedimentos cirúrgicos;
  • Encaminhar pacientes para testes e fazer análises;
  • Vacinar;
  • Fazer visitas domiciliares se necessário;
  • Dar conselhos sobre cuidados, lesões ou intoxicações e medidas preventivas.

A visita a um médico de família é gratuita dentro do sistema de saúde público. Para visitas domiciliares e consultas com especialistas, o médico pode cobrar até €5. As visitas domiciliares para mulheres grávidas e crianças menores de dois anos são gratuitas.

Bom, aspectos gerais e contextos dados, vamos ao passo a passo para encontrar e registrar seu médico da família!


LEIA TAMBÉM: Vistos na Estônia: Entenda como funcionam as permissões para turismo, estudo e trabalho no país

Passo a passo para registrar seu médico da família na Estônia

1 – Regularize seu visto na Estônia

Antes de mais nada, para poder dar início ao processo você precisará estar devidamente registrado legalmente no país. E podemos dar esse processo como completo quando você já tem seu ID em mãos (cartão abaixo) e registrou seu local de residência na Estônia

residence permit estonia

Foto: Residence Permit Estonia / Police and Border Guard Board

Você também pode procurar e se registrar em médico da família sem ter o cartão de residência (sem ser residente oficial do país), mas apenas em clínicas particulares. Se você quer utilizar o serviço público de saúde, isso só é possível com o processo de visto já finalizado.

Com isso feito, vamos para a segunda parte que é…

2 – Procure por um médico disponível em sua região

Essa talvez seja a parte mais “chata” de todo o processo por dois motivos:

  • Os sites e formulários principais estão em estoniano;
  • Além de procurar por um médico disponível, você ainda precisa que ele fale, no mínimo, inglês para facilitar a comunicação. Porém, saiba que falar inglês não é um requisito para os médicos de família na Estônia, portanto você não pode assumir que todos eles serão capazes de se comunicar em inglês.

Obviamente que esse segundo ponto se aplica apenas para quem não fala estoniano. Mas vamos tentar explicar como não é difícil passar dessa parte.

O site mveeb.sm.ee é onde você encontrará uma lista com todos os médicos disponíveis no país e o número de vagas/pacientes que eles podem aceitar de acordo com as clínicas em que trabalham. Atualmente, existem cerca de 800 consultórios de médicos da família na Estônia, e a lista de cada médico de família não pode conter mais de 2.000 pacientes ou menos de 1.200 pacientes.

O site aparece exatamente assim: 

Você precisa clicar na opção lista de médicos da família e preencher algum dos campos, como o de sua localização, por exemplo.

Legendinha fácil pra agilizar o processo de vocês: se na última coluna estiver escrito JAH quer dizer que o médico ainda tem lugares disponíveis na agenda. Caso esteja preenchido com EI, então quer dizer que ele não poderá te atender agora. Pronto, agora você já aprendeu a falar sim e não em estoniano. 👏

Então, agora você nos pergunta: “ah, mas e como vou saber que esse médico fala inglês ou não?” Bom, por esse site você não saberá. 

Nesse caso, você tem a opção de clicar em todos os médicos da lista e fazer o contato via e-mail ou telefone para saber se eles falam inglês. Ou então, tentar um dos médicos dessa lista abaixo que levantamos.

Médicos que falam inglês em Tallinn

Médica: Janika Viilup – Registro
Clínica: Pealinna Perearstid OÜ
Contato: info@pealinnaperearst.ee

Médica: Merje Lahe – Registro
Clínica: Pealinna Perearstid OÜ
Contato: info@pealinnaperearst.ee

Médico: Norbert Liivak – Registro
Clínica: Pealinna Perearstid OÜ
Contato: info@pealinnaperearst.ee

Médica: Reet Kadakmaa – Registro
Clínica: Pealinna Perearstid OÜ
Contato: info@pealinnaperearst.ee

Médica: Viktoria Sujetina – Registro
Clínica: Pealinna Perearstid OÜ
Contato: info@pealinnaperearst.ee

Médica: Anna Melnikova – Registro
Clínica: Perekliinik OÜ
Contato: pelgulinn@perekliinik.ee

Médico: Ingmar Lindström – Registro
Clínica: Perekliinik OÜ
Contato: pelgulinn@perekliinik.ee

Médica: Jelena Koval – Registro
Clínica: Asklepion OÜ
Contato: info@koval.ee

Médica: Riina Tomson – Registro
Clínica: Perearst Riina Tomson OÜ
Contato: info@perearstriinatomson.ee

Médica: Pille Soone – Registro
Clínica: Ülemiste Perearstid OÜ
Contato: ylemiste.perearstid@gmail.com

Médica: Karin Pärnpuu – Registro
Clínica: Mymed Perearstid OÜ
Contato: perearst@mymed.ee

Médico: Ivan Jakovlev – Registro
Clínica: Mymed Perearstid OÜ
Contato: perearst@mymed.ee


LEIA TAMBÉM: TERE LISTA: Serviços e produtos brasileiros na Estônia

3 – Faça a aplicação para se registrar como paciente

Encontrou o médico que queria na lista acima? Bom, agora é hora de fazer o contato e ver se ele poderá te atender! Sim, ainda não é garantido que ele poderá fazê-lo, e isso pode acontecer por você estar fora da área que ele atende (os médicos sempre darão preferência para aplicações mais próximas possíveis da clínica) ou porque a lista no site ainda não estava atualizada e as vagas já estejam todas preenchidas. Caso isso aconteça, é só aplicar em outra clínica. 😉

sistema de saúde na estonia

Para fazer a aplicação, você precisa preencher o “Avaldus perearsti nimistusse registreerimiseks” (Pedido de inscrição na lista de médicos de família) e assinar digitalmente com seu ID. O documento está em estoniano e deve ser enviado dessa forma.

Nesse link você encontra uma cópia dele em inglês para download, mas esse é apenas para usar de base e saber o que e onde preencher. O documento oficial que deve ser preenchido, assinado e enviado é esse aqui. Preencha, assine, envie para o contato de e-mail da clínica/doutor e aguarde uma resposta. 

Dica 1: se você tem mais de um membro na família, envie todos os documentos assinados no mesmo email de contato, assim suas chances de serem atendidos pelo mesmo médico aumentam.

Dica 2: acho que não precisamos enfatizar aqui que o e-mail deve ser enviado em inglês, né? 

4 – E-mail com aplicação enviado e agora?

Bom, agora é só esperar que eles irão te dar a resposta positiva ou negativa em no máximo uma semana. Em nossa experiência pessoal, não levou nem dois dias para termos uma resposta e já fomos aceitos no primeiro que aplicamos.

Mas como falamos acima, pode acontecer deles rejeitarem e, caso isso aconteça, você só precisa selecionar outro médico da lista e tentar novamente.

Se você estiver com muita dificuldade em encontrar seu médico da família, o Conselho de Saúde da Estônia (Terviseamet) também oferece suporte no processo e você pode contatá-los tanto por telefone quanto por e-mail:

Contatos
+372 650 9843
kesk@terviseamet.ee
Mais informações no terviseamet.ee 

Siga o Tere Tallinn no Instagram @teretallinn e curta a nossa página no Facebook.
Compartilha com os amigos <3