Durante todas as manhãs, ao nascer do sol, a bandeira da Estônia é hasteada ao som o hino nacional no topo da Tall Hermann –  torre localizada Old Town em Tallinn, parte do castelo medieval de Toompea, agora lar do parlamento, escritórios do governo e igrejas históricas. 

Foto: Via puhkuseestis.ee

É importante entender que após 1721 a Rússia dominou a Estônia até 1918, quando os estonianos declararam independência. Porém, em 1940 a Estônia foi anexada como parte da União Soviética, o que se estendeu até 1991, quando o país finalmente conquistou a total independência.

A bandeira da Estônia, como é conhecida hoje, foi imaginada durante o movimento de despertar nacional no final do século XIX. Tornou-se um símbolo de autonomia e unidade entre o povo estoniano no longo caminho para a liberdade. A primeira bandeira foi feita na primavera de 1884.


LEIA TAMBÉM: Qual é a moeda da Estônia?

O início do século XX foi um período em que a bandeira ganhou mais importância nacional. Diversas casas foram decoradas com bandeiras  no dia anterior ao VII Song Festival, em 1910, até que as autoridades locais exigiram a remoção das bandeiras.

Em 24 de fevereiro de 1918, acompanhada pela tricolor azul-preto-branco, a Estônia declarou sua independência. O governo provisório da República da Estônia declarou oficialmente a bandeira nacional da Estônia em 21 de novembro de 1918. Ela erguida pela primeira vez como símbolo nacional na torre Tall Hermann em 12 de dezembro de 1918.

cores bandeira da estonia

Foto: Arquivo Tere Tallinn

Após a ocupação da Estônia pela União Soviética em 1940, os símbolos do país eram proibidos e foram substituídos à força por símbolos soviéticos. Hastear a bandeira da Estônia ou até sua posse era considerado um crime, inclusive pelo qual algumas pessoas foram enviadas para prisão ou mortas.

Desde 2004, a bandeira da Estônia é exibida junto das bandeiras nacionais de outros estados-membros da União Europeia e da OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte).


LEIA TAMBÉM: Você sabe onde fica a Estônia no mapa?

Bandeira da Estônia: significado das cores

A cultura e história da Estônia está completamente relacionada com a natureza, e não à toa, a Organização Mundial da Saúde classificou o ar do país como um dos mais limpos do mundo. Além disso, mais da metade da área terrestre da Estônia é coberta por floresta (51%), tornando-se a sexta nação com mais florestas do mundo.

Foto: Arquivo Tere Tallinn

Dado isso é fácil entender porque o significado de cada cor é:

Azul: representa o céu limpo, mar Báltico e lagos de água doce,

Preto: representa o solo fértil e suas florestas escuras e espessas, 

Branco:  a neve do inverno e as noites brancas de verão. 

Muitos estonianos também gostam de dar um significado mais “mágico” às cores azul e branca, atribuindo-as ao espírito de lealdade e iluminação usados pelo seu povo para superar as mais diversas adversidades pelas quais foram submetidos ao longo dos anos.

Siga o Tere Tallinn no Instagram @teretallinn e curta a nossa página no Facebook.
Compartilha com os amigos <3